Skip to content

Camillo Cardeal Ruini, católico de boa cepa

março 30, 2010

Ficar ao lado do Papa quando tudo está bem é coisa fácil. Quando, porém, as portas do inferno tentam esmagar o Vigário de Cristo é que podemos ver quem é fiel a Nosso Senhor Jesus Cristo e Sua Santa Igreja.

Na onda dos recentes ataques, infelizmente, há muita gente que se junta à turma que pega em pedras para atirar em Sua Santidade Bento XVI, assim como há aqueles que simplesmente se omitem neste tão grave momento.

Felizmente, há aqueles que frente aos mais baixos ataques mais firmes se mostram. Só um catolicismo destemido, o único que conta, é que levou o Cardeal Ruini a falar coisas que muita gente não quer ouvir:

“(…) queria perguntar a quem lança os escândalos de pedofilia principalmente contra a Igreja Católica, possivelmente mencionando o celibato dos sacerdotes: não seria possivelmente mais honesto e realista reconhecer que certamente estas e outras separações ligadas à sensualidade acompanham toda a história do gênero humano, mas também que em nosso tempo estas separações são ulteriormente estimuladas pela tão aclamada ‘liberação sexual’?”

“(…) quando a exaltação da sexualidade invade todo espaço da vida e quando se reivindica a autonomia do instinto sexual de todo tipo de critério moral, torna-se difícil explicar que determinados abusos são absolutamente condenáveis”

“(…) a sexualidade humana desde seu início não é simplesmente instintiva, não é idêntica à dos animais. É, como todo o homem, uma sexualidade ‘impregnada’ com a razão e com a moral, que pode ser vivida humanamente, e fazer verdadeiramente feliz, somente se é vivida deste modo”

Uma coisa que os baixos ataques jamais falam é sobra a falência moral que impregnou a sociedade a partir dos anos 60, principalmente. Se é para se falar em quantidade, “esquecem-se” também que os casos de pedofilia são muito maiores em outros segmentos da sociedade. Atacar a Igreja Católica é fácil, pois o alvo é grande e não retribui o ataque.

É patente a hipocrisia de uma sociedade que rasga as vestes por ditos casos de pedofilia, mas que não dá um pio sobre o homossexualismo da ampla maioria dos pedófilos. Da mesma forma, impressiona o oportunismo de quem quer arrastar o tema do celibato neste assunto, como se este fosse a origem dos problemas, deixando de lado a necessária reflexão sobre a degradação moral que corre a passos largos na sociedade.

Isto indica bem que a turba que investe contra a Igreja e o Papa quer resolver nada, deseja apenas calar as vozes que não partilham de sua falta de valores. Em um mundo em que o relativismo tornoa-se a ordem do dia, a firmeza do Papa e da Santa Igreja incomoda a muita gente.

E é a este mundo degradado que a resposta profética do Cardeal Ruini cai muito bem. Mostrando que a gênese dos escândalos que são instrumentalizados contra a Igreja está exatamente na suposta “liberação sexual”, mostrando o quanto esta pseudo-liberdade escraviza o homem, o cardeal contribui muito mais para que o futuro seja mais são do que muita gente que deseja apenas jogar gasolina ao fogo.

Palmas para o Cardeal Ruini e sua disposição para defender o Papa e a Santa Igreja, dever de todo bom CATÓLICO.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: